Mídia

Prêmio Elemídia

O papel da propaganda pra inspirar e mexer com a sociedade.

 

Com esse tema, o Prêmio Elemídia chega à sua sétima edição, reunindo nesta sexta-feira (10 de novembro), profissionais, clientes e muita gente do mundo da comunicação da Baixada Santista.

 

O encontro começa às 19 horas, no Mendes Plaza Hotel.

 

Nós, aqui no Juicy Santos, que trabalhamos nessa área, consideramos super importante essa valorização do mercado publicitário regional – ainda mais quando há uma competição saudável e uma boa causa envolvida.

 

Neste ano, a Casa da Esperança de Santos vai receber as doações do evento solidário que premia as peças mais criativas veiculadas nos monitores da rede Elemídia Litoral SP nos últimos 12 meses. Há 60 anos, a entidade oferece atendimento em habilitação/reabilitação para crianças e adolescentes com deficiências físicas, intelectuais e/ou sensoriais, na faixa de 0 a 18 anos.

 

As campanhas concorrentes são julgadas por um júri composto pelos diretores de agências de publicidade e por gente que entende do assunto.

 

Em um mercado que hoje está disputando não a audiência, mas a atenção do público, a criatividade é a palavra-chave na criação publicitária atual.

 

Serão premiados os três primeiros colocados da categoria Principal e o primeiro colocado das categorias Ativação e Voto Popular, esta última aberta à participação da população em geral.

 

“Além de destacar as propagandas mais criativas, o Prêmio Elemidia Litoral SP desperta nos empresários a consciência de que o investimento em comunicação é uma alavanca para o crescimento do seu negócio”, ressalta Caio Magenta, diretor da Elemidia no Litoral de São Paulo.

 

Finalistas do Prêmio Elemídia 2017

Categoria Ativação

Cliente: De La Maris
Campanha: Vale um abraço
Agência: La Playa

Cliente: KYOWA
Campanha: Outlet
Agência: DSPA

Cliente: Postos Portal de Santos
Campanha: Top
Agência: Cliente Futebol Clube

 

Categoria Principal

Cliente: Rádio Saudade FM
Campanha: Bons Tempos
Agência: DSPA

Cliente: CODEVIDA
Campanha: Vitrine
Agência: La Playa

Cliente: Comeri Litoral
Campanha: Lotação Máxima
Agência: DSPA

Cliente: Postos Portal de Santos
Campanha: Combustível de Qualidade
Agência: Cliente Futebol Clube

Cliente: Haru Temakeria e Sushi
Campanha: Cada um tem sua dupla favorita
Agência: Jurujuba Publicidade

 

Voto Popular

Cliente: Doin Racing
Campanha: Show Room
Agência: Power Publicidade

Cliente: M&A Marcas e Patentes
Campanha: Hastes Flexíveis
Agência: PLUG COMUNICAÇÃO

Cliente: Exupéry Viagens
Campanha: O Mundo em suas mãos
Agência: Pynk Design

 

Convidado especial

A tradicional palestra do Prêmio Elemídia 2017 fica a cargo do publicitário José Borghi, um dos nomes mais influentes da área no Brasil, segundo a revista Exame.

 

São dele cases de sucesso que viraram referência na publicidade brasileira, como a Mamíferos (Parmalat), Rever Conceitos (Fiat), É o amor (Sazón), e Carlinhos (Associação de Síndrome de Down).

 

Ganhou diversos prêmios, como Leões em Cannes, da APP, Publicitário do Ano e Destaque Profissional de Comunicação da ABP, entre outros. Representou o Brasil duas vezes como jurado em Cannes, em 2002 e 2013. Atualmente, é CEO/CCO da Mullen Lowe Brasil.

 

Borghi vai compartilhar sua leitura do momento vivido hoje pela publicidade e seus desafios.

“Estamos no meio do big-bang. A publicidade regional precisa continuar mostrando sua força em construir relacionamentos e cases que aproximam ainda mais seus públicos locais”, analisa.

“Acredito que com a mesma intensidade que surgem os desafios também se apresentam gigantescas oportunidades. Mas, para isso, é preciso se reformatar”.

 

 

O que é Elemídia

Elemidia é um veículo de comunicação do segmento de mídia exterior (out-of-home), criada em 2003 e que hoje está presente em mais de 80 cidades no Brasil e também em Buenos Aires (Argentina).

 

Hoje, muito além dos elevadores de edifícios corporativos que a tornaram conhecida no mercado, as operações da empresa estão distribuídas também em ambientes como shoppings, hotéis, universidades, academias, edifícios residenciais e comerciais e supermercados.

 

Leia a matéria na íntegra clicando aqui