Nós nunca
perdemos a
Esperança!

Em 2017, a reabilitação de uma criança alcançou o custo anual de R$ 9.533,16.

Sede Casa da Esperança - Santos - SP - Brasil - 2017

Nós nunca
perdemos a
Esperança!

Em 2017, a reabilitação de uma criança alcançou o custo anual de R$ 9.533,16.

Sede Casa da Esperança - Santos - SP - Brasil - 2017

Nós nunca
perdemos a
Esperança!

Em 2017, a reabilitação de uma criança alcançou o custo anual de R$ 9.533,16.

Sede Casa da Esperança - Santos - SP - Brasil - 2017

Nós nunca
perdemos a
Esperança!

Em 2017, a reabilitação de uma criança alcançou o custo anual de R$ 9.533,16.

Sede Casa da Esperança - Santos - SP - Brasil - 2017

Missão

Desenvolvimento das potencialidades física, intelectuais e/ou sensoriais dos seus reabilitandos, para a inclusão comunitária e escolar, a partir do fortalecimento do vínculo familiar.

Estatuto Balanço social Portal da Transparência

História

Dr. Samuel Augusto Leão de Moura

Fundada em 24 de julho de 1957 pelo médico sanitarista Samuel Augusto Leão de Moura, com o apoio do Rotary Club de Santos, a Casa da Esperança de Santos atua na reabilitação física, intelectual e/ou sensorial de crianças e adolescentes de zero a 18 anos da Baixada Santista e região metropolitana. Por mês, atende cerca de 275 pacientes e oferece mais de cinco mil procedimentos terapêuticos mensais gratuitamente.

Com sede na rua Imperatriz Leopoldina nº 15, na Ponta da Praia, a Casa da Esperança de Santos possui salas equipadas para atendimento nas áreas de Fisioterapia Solo, Aquática e Respiratória, Integração Sensorial, Terapia Ocupacional, Psicologia, Pedagogia, Fonoaudiologia, Consultório Odontológico e Serviço Social, atuando a equipe sob orientação de médica neurologista infantil e médico ortopedista.

Dentre os seus principais projetos de referência clínica destaca-se o “Programa de Intervenção Precoce ao Recém-Nato de Risco”. Criado em 2015, o serviço funciona para, o mais cedo possível, diagnosticar e iniciar a recuperação ou amenização de limitações no desenvolvimento neuropsicomotor de recém-nascidos, bebês e crianças de até 2 anos.

O serviço foi planejado e implantado a partir da demanda de atendimento da própria Instituição, mas tornou-se referência na área com o advento do surto de microcefalia no Brasil. À época, quando no País se discutia a necessidade das instituições se prepararem para oferecer tratamento adequado para esses casos, o atendimento especializado da Casa da Esperança de Santos já completava um ano.

A Instituição conta ainda com uma Sala de Atividades de Vida Diária, para capacitação de pacientes para maior participação e independência nas funções cotidianas e o Escovódromo, onde as crianças e adolescentes em tratamento recebem orientação e treinamento adequados para prevenção em Saúde Bucal.

Todos os pacientes e cuidadores assistidos pela entidade filantrópica, além dos tratamentos terapêuticos, são beneficiados com refeições gratuitas servidas diariamente sob orientação de nutricionista e serviços de apoio aos familiares através do “Núcleo de Promoção de Mães Dona Vanjú”. São realizados cursos de artesanato, culinária e, desde 2010, panificação e confeitaria, com oportunidades de comercialização em espaços internos como a “Feirinha da Esperança” e a Cafeteria “Sabor de Esperança”. Além da troca de vivências entre os envolvidos, esses cursos possibilitam a geração de nova fonte de renda para a família dos pacientes.

O “Programa Sem Barreiras” é um outro exemplo de serviço prestado para assistidos e para a público em geral com necessidades de acesso a equipamentos fundamentais para a mobilidade. A partir do recebimento de doações feitas por empresários e pela comunidade em geral, cadeiras de rodas são repassadas para os necessitados que procuram a instituição, com prioridade de atendimento dos pacientes da reabilitação infantil.

A entidade possui também auditório, cozinha industrial, refeitório para funcionários e salão de eventos, além de setor de fisioterapia de adultos que presta atendimento particular, pelo SUS e via planos de saúde.

Por se tratar de uma organização sem fins lucrativos, a principal fonte de arrecadação da Instituição vem das doações feitas pela própria comunidade, que representam hoje cerca de 50% do total da receita líquida. Os eventos beneficentes e o Poder Público, que por meio de convênios faz o repasse de verbas, também auxiliam no custo dos tratamentos.

Certificados

  • CREMESP Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo
  • CMAS Registro junto ao Conselho Municipal de Assistência Social
  • CEBAS Certificação de Entidades Beneficentes de Assistência Social na Área de Educação
  • CMDCA Registro Junto ao Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente
  • CREFITO Declaração de Regularidade para Funcionamento (DRF)
  • CRO SP Registro junto ao Conselho Regional de Odontologia
  • CMSS Conselho Municipal de Saúde de Santos
  • CNES Certificado Nacional de Entidades de Saúde
  • CRCE Certificação de Regularidade Cadastral de Entidades
  • CEE Cadastro Estadual de Entidades
  • Certidão de Utilidade Pública Estadual
  • Declaração de Utilidade Pública Municipal

Prêmio Quality Social

A Sociedade Brasileira de Educação e Integração, reconhecendo a sua responsabilidade social e o compromisso com o desenvolvimento do País, vem conferir o Prêmio Quality Social a Casa da Esperança de Santos.

O referido Prêmio visa reconhecer, distinguir e estimular organizações com o objetivo mais nobre do incentivo social, promovendo a melhoria da condição de vida das comunidades, a consciência social coletiva e colaborando efetivamente para a formação de cidadãos socialmente responsáveis.

Prêmio Bem Eficiente

Prêmio concedido anualmente pela Fundação Kanitz às 50 Entidades do Terceiro Setor mais bem administradas do País, foi obtido pela Casa da Esperança de Santos em 1998 e em 2001. É patrocinado por sete empresas (Accor Brasil, Banco Dibens, DM9DDB, Firmenich, Natura, Intermédica Saúde e Lojas Americanas) que, além do destaque em suas respectivas áreas de atuação, acreditam no alcance e na eficácia de ações que tenham como objetivo o resgate da cidadania e a valoração social. A premiação é restrita às entidades sem fins lucrativos que ajudam o próximo diretamente, ou seja, quem recebe recursos e executa eficientemente atividades sociais.

Diretoria Executiva

  • Presidente Charles Ferreira Dias
  • Vice-Presidente Lamartine Lélio Busnardo
  • 1ª Diretora Secretária Wilma Arlete Fischbacher Monteux
  • 2º Diretor Secretário Reinaldo dos Santos Alves
  • 1º Diretor Financeiro Luiz Fernando Caramico de Carvalho
  • 2º Diretor Financeiro Frederico Sanchez Cidral
  • Diretor Jurídico Théo Campomar N. Baskerville Macchi
  • Diretor de Patrimônio Alexandre Ribeiro Alonso
  • Diretor de Relações Públicas (Em vacância) Ricardo Fidos Horliana
  • Diretor sem pasta Roberto Luiz Barroso

Nossos presidentes

Uma trajetória de amor e dedicação à Casa da Esperança de Santos. Exemplos de força e inspiração dando continuidade à missão de reabilitar física e intelectualmente crianças e adolescentes.

Palavra do Presidente

Dr. Charles Ferreira Dias

Tendo assumido a gestão da Casa da Esperança de Santos em fevereiro de 2017, sinto-me honrado em apresentar a composição dos membros da diretoria, conselheiros, consultores e colaboradores que me acompanharão durante a gestão fevereiro 2017/ março 2019, bem como as metas traçadas para 2017.

Manter a excelência do conceito de que desfruta a Instituição, fruto do trabalho dos ilustres gestores que me precederam, é a missão a que me proponho, sabendo que serão desafiadoras as ações necessárias para assegurar a continuidade do pleno funcionamento da estrutura que sustenta este centro de habilitação/reabilitação de crianças e adolescentes conceituado como referência regional. Seguirei os eixos da transparência e profissionalismo para potencializar recursos humanos, materiais e financeiros.

As metas apresentadas contemplam o aperfeiçoamento de setores terapêuticos, em especial o Projeto de Intervenção Precoce ao Recém Nato de Risco, iniciado em 2015, que atende os casos de microcefalia, com abordagem de assistência neurológica e terapias por equipe multi e interdisciplinar, bem como a fisioterapia respiratória, além da criação de novos serviços para os usuários na área de prevenção e saúde bucal.

Os investimentos na estrutura física serão rigorosamente selecionados, face o objetivo principal de manter as contas em equilíbrio, em tempos marcados por crise no cenário econômico nacional, com consequente diminuição de aporte de recursos financeiros de origem comunitária, que constituem mais de 50% das receitas da Instituição.

O ano de 2017 será especial para a Casa por marcar o aniversário de 60 anos de sua fundação. Amplo programa de ações de comunicação será implementado, de forma a reafirmar o posicionamento e prestígio do trabalho da Casa da Esperança de Santos, além de ampliar o diálogo com seu público usuário, colaborador, voluntário, parceiro e doador, envolvendo todos que se relacionam com a Instituição, bem como abrindo caminho, com essa divulgação dirigida, para que outros públicos se aproximem da Casa e se envolvam com o seu objetivo humanitário.

1957

Samuel Augusto Leão de Moura

Fundador e presidente

Médico, fundador do Rotary Club de Santos em 1927, tendo exercido a presidência do Clube por três vezes: 1930/1931, 1935/1936 e 1967/1968. Governador de Distrito em 1931/1932, tendo ocupado cargos diversos em muitos Conselhos Diretores. Fundou o Rotary Club de Campinas. Foi estimulador e ativo participante de quase todos os movimentos filantrópicos em Santos. Trouxe para o Clube o ideal de prestar assistência à criança pobre e aleijada, tendo sido presidente dessa Comissão durante muitos anos. Representou o Presidente de Rotary International em conferências distritais no Chile e Peru. Fundador da Casa da Esperança e seu Presidente até sua morte, ocorrida em 3 de agosto de 1978. Contou sempre com a colaboração permanente e preciosa de Vanjú, sua mulher, dos rotarianos e do povo da Cidade.

1978

Luiz Shiguetoshi Yanagi

Presidente

Médico, formado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, com especialização em ortopedia e traumatologia. Casado com Maria Helena Yanagi, com duas filhas. Bem-sucedido profissionalmente, atendia no Instituto Ortopédico Santa Cruz, do qual era sócio proprietário. Foi Professor da Faculdade de Medicina de Santos e médico titular do Santos Futebol Clube. Rotariano, assumiu a presidência do Rotary Club de Santos na gestão 1980/1981, tendo recebido o Prêmio “Ateneu” na área de Serviços à Comunidade, concedido pelo Rotary Club de São Paulo. Iniciou seu trabalho junto à Casa da Esperança como médico cirurgião do seu corpo clínico, na época em que a Casa realizava intervenções cirúrgicas. Assumiu a presidência adotando com extrema dedicação os ideais de fundação da Casa. Promoveu Seminários e Palestras, abrindo através do Instituto Leão de Moura, oportunidades de debate sobre os avanços médico-científicos na área de reabilitação física, intelectual e sensorial. Em conjunto com o Rotary Club de Santos, na oportunidade presidido por José Francisco Rollemberg, organizou o “I Simpósio Santista do Deficiente Físico”, responsável pela vinda a Santos do benfeitor da humanidade Albert Sabin. Fundou a Associação Casa da Esperança Dr. Samuel Augusto Leão de Moura em Cubatão. Faleceu prematuramente aos 52 anos.

1987

Álvaro de Freitas Guimarães

Presidente

Nascido a 4 de setembro de 1902, fez os cursos primário e ginasial no antigo Gymnasio Municipal Santista, onde terminou seu curso de Contabilidade. Iniciou sua vida profissional em 1919, na Bolsa do Café de Santos, a cuja inauguração assistiu, a 7 de setembro de 1922, no prédio que ainda hoje ocupa. Exerceu, durante sua vida, assessoria, gerência e diretoria de expressivas empresas do alto comércio de café de Santos. Foi membro das Diretorias da Associação Comercial de Santos, da Federação do Comércio do Estado de São Paulo e do Conselho de Administração do SESC-SENAC, além de diretor da CEAGESP e dedicou parte de seu tempo a atividades esportivas, beneficentes e irmandades religiosas. Ocupou cargos em várias diretorias do Rotary Club de Santos entre 1954 e 1965. Foi readmitido ao Rotary em 1978, por proposta do Sr. Hélio Cesário Cardoso. Foi fundador da Casa da Esperança, cuja presidência ocupou em duas gestões no período entre março de 1987 a fevereiro de 1991. Já em idade avançada, tornou-se Sócio Veterano do Rotary Club de Santos e Sócio “Paul Harris”. Faleceu a 28 de dezembro de 1995, aos 93 anos, deixando de seu casamento com Dilza Alfaya de Freitas Guimarães, três filhos, sete netos e nove bisnetos.

1991

Paulo José de Oliveira

Presidente

Médico, casado com Evangelina Moura de Oliveira (Geinha), com 9 filhos e netos. Ingressou no Rotary Club de Santos em 1942, sendo secretário em 1944/1945 e presidente em 1945/1946, tendo participado ativamente de várias diretorias. Fundou os Rotary Clubs de Santos-Praia e Santos-Oeste. Durante sua presidência o Rotary Club de Santos recebeu de Rotary International o diploma de Menção Honrosa na área de Serviços à Comunidade. Em 1995 recebeu o prêmio “Rotary Service Above Self Award”. Foi decano dos rotarianos do Distrito 4420, com 57 anos de vivência rotária. Fundador da Casa da Esperança, tendo sido secretário, vice-presidente e presidente.

1995

Roberto Luiz Barroso

Presidente

Engenheiro civil, formado pela Escola Politécnica da PUC do Rio de Janeiro, casado com Isa Maria Rocha Barroso, com três filhos e seis netos, atuando profissionalmente na área da construção civil, como sócio proprietário da ENGEPLUS Construtora e Incorporadora Ltda., após bem sucedida carreira nas Indústrias Villares S/A. Sempre se dedicou intensamente a atividades associativas e comunitárias, tendo assumido, entre outros, os seguintes cargos diretivos: Presidente do Rotary Club de Santos (1981/1982), Presidente da Fundação de Rotarianos de Santos (1986/1987), Presidente do Tênis Clube de Santos (1989/1990). Foi agraciado com os seguintes títulos honoríficos: “Companheiro Paul Harris” da Fundação Rotária (Major Donnor), “Troféu Braz Cubas”, no ano de 1997, na categoria benemerência, distinguido com a “Medalha Associação de Engenheiros e Arquitetos de Santos” no ano de 1999, por sua atuação na comunidade e por atos em prol da profissão, título de Cidadão Santista outorgado pela Câmara Municipal de Santos por indicação do vereador Manoel Constantino em 1999, detentor no ano de 2002 da “Mensão Presidencial do Rotary Internacional”, por serviços prestados nas quatro Grandes Comissões: Serviços Internos, Profissionais, à Comunidade e Internacionais, sócio Honorário do Rotary Club Santos Oeste desde 2006 e Diploma de “Amigo do 2° Bil” (2° Batalhão de Infantaria Leve) no ano de 2006.

1999

Lamartine Lélio Busnardo

Presidente

Cirurgião Dentista formado em 1963 pela Faculdade de Odontologia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Casado com a Cirurgiã Dentista Aurea Pinheiro de Freitas Busnardo formam, junto com os filhos André Gustavo, engenheiro, Fábio, médico, Thiago, administrador de empresas, as noras Diana, Ana Paula, Ana Beatriz e os netos Beatriz, Lucas, Matheus e Lorenzo uma família onde se procura viver os valores desta Instituição e se esforça por testemunhar os seus fundamentos. Uma das prioridades de sua vida, também em Rotary, é a promoção da família, enfatizando a conexão entre a vivência familiar e a paz. Consultório particular, com início das atividades profissionais em agosto de 1964. Odontólogo concursado no Serviço Público Federal, tendo trabalhado no Departamento Nacional de Obras de Saneamento e no Departamento de Polícia Federal. Ex-professor assistente da Cadeira de Clínica Integrada da Faculdade de Odontologia da Universidade Metropolitana de Santos. Membro da Associação dos Cirurgiões Dentistas da Baixada Santista – Regional A.P.C.D., onde ocupou vários cargos da Diretoria, entre os quais o de Diretor Científico, Diretor da Escola de Aperfeiçoamento Profissional e Membro do Conselho Fiscal. No momento preside o Conselho Deliberativo desta entidade. Presidente do 13º CIOLP – Congresso Internacional de Odontologia do Litoral Paulista – 2005. Medalha de Mérito Odontológico, recebida no ano de 2001, outorgada pela Prefeitura Municipal de Santos, Sindicato dos Odontologistas de Santos e Associação dos Cirurgiões Dentistas de Santos, São Vicente e Região da Costa da Mata Atlântica. Medalha pela Semana da Ética Profissional em 2007 em conformidade com a Lei Municipal nº 1287 de 3 de dezembro de 1993 do município de Santos. Medalha e Comenda Tiradentes concedida pelo Conselho Regional de Odontologia – São Paulo no ano de 2010. Membro do Conselho Geral da Irmandade da Santa Casa da Misericórdia de Santos: 1º Terço 1989/1998, 2º Terço 1998/2007, 3º Terço 2007/2016. Admitido no Rotary Club de Santos em 11/06/1975. Presidente do Rotary Club de Santos no ano Rotário de 1985/86. Medalha de Mérito Rotariano recebida no ano de 2008, outorgada pela Câmara Municipal de Santos. Presidente da Associação Casa da Esperança nos biênios 1999-2001, 2001-2003, 2003-2005, 2005-2007, 2007-2009, 2009-2011, 2011-2013. Atualmente é vice-presidente da Instituição. Título de Cidadão Santista concedido pela Câmara Municipal de Santos, de acordo com o Decreto Legislativo nº 25 de autoria do vereador Braz Antunes Mattos Neto em 5 de outubro de 2012.

2013

Roberto Luiz Barroso

Presidente

Foi presidente da Associação Casa da Esperança de 1995 a 1999, vice-presidente de 1999 a 2013, ocupando novamente a presidência para gestão 2013 a 2015. Foi durante a sua gestão que a Casa da Esperança recebeu o “Prêmio Bem Eficiente 1998” outorgado às 50 Entidades beneficentes mais bem administradas do País, tendo também desencadeado com sucesso em conjunto com o Tesoureiro Hélio Cesário Cardoso a campanha “Padrinho-Esperança”, hoje alicerce importante na cobertura das despesas da Instituição. A nova ala de Fisioterapia da Casa, erigida e inaugurada na sua gestão, também representou acréscimo significativo ao patrimônio da Casa, assim como a Sala de Atividade de Vida Diária, Unidade de Fisioterapia Respiratória, implantação de Prontuário Eletrônico e reforma da piscina de hidroterapia.

2017

Charles Ferreira Dias

Presidente

Uma trajetória de amor e dedicação à Casa da Esperança de Santos. Exemplos de força e inspiração dando continuidade à missão de reabilitar física e intelectualmente crianças e adolescentes.

Atual Gestão – março/ 2017 a março/2019
Nascido em 26 de outubro de 1968.
Médico, formado pela Faculdade de Ciências Médicas de Santos – FCMS, casado com Ana Lucia Añel dos Santos Ferreira, 02 filhos.
Sócio Diretor da empresa Perfil Gestão Ocupacional.
Admitido em Rotary em 2003.
Presidente do Rotary Club de Santos no Ano Rotário 2011 – 2012.
Governador Assistente do Distrito 4420 – Área 9 – no Ano Rotário 2014 – 2015