Nossa História

Casa da Esperança de Santos

Para entender quem somos, precisamos lhe mostrar como começamos.

Em 1934, foi criada a “Subcomissão de Natal da Criança Pobre e Aleijada” do Rotary Club de Santos (que depois tornaria-se a “Subcomissão de Assistência à Criança Aleijada”). Essa Subcomissão promoveu diversos eventos beneficentes com a intenção de arrecadar recursos e adquirir equipamentos ortopédicos para as crianças carentes e com deficiência na época de Natal.

O projeto deu certo, porém com o aumento no número de crianças com dificuldades de mobilidade, o Rotary Club de Santos expandiu o seu trabalho para o hospital Beneficência Portuguesa, com uma ala exclusiva para o atendimento a essas crianças. O número de crianças continuou crescendo e se tornou fundamental a criação de um hospital especializado em atendimento a crianças com deficiência. Sendo assim, em 1957, o sanitarista Samuel Augusto Leão de Moura, com o apoio da “Subcomissão de Assistência à Criança Aleijada” do Rotary Club de Santos, fundou o Hospital Casa da Esperança. 

Atualmente, nomeada Casa da Esperança de Santos®,  um Centro de Habilitação e Reabilitação Infantil, que oferece ações de serviços de recuperação da saúde, com sua equipe médica e terapêutica inter e multidisciplinar, que presta atendimento ambulatorial SUS e gratuito sem discriminação de qualquer natureza, com garantia de equivalência ao público de diversos perfis socioeconômicos, em respeito à dignidade do cidadão, à sua autonomia e ao seu direito a benefícios e serviços de qualidade e humanizados.

Seu objetivo é habilitar, reabilitar e incluir socialmente crianças e adolescentes com deficiência física e/ou intelectual, para melhorar o desenvolvimento das suas potencialidades, sua inclusão comunitária, escolar e a elevação da qualidade de vida humana.

Atende crianças e adolescentes de recém-nascidos a 18 anos, que apresentem comprometimento motor, intelectual de leve a moderado, associado ou não à dificuldade motora.

Suas áreas de atendimento englobam Fisioterapia Aquática, Solo e Respiratória, Estimulação Sensoriomotora – Integração Sensorial, Terapia Ocupacional, Psicologia, Fonoaudiologia, Nutrição, Odontologia, Ortopedia, Neurologia Infantil e Serviço Social.

O público atendido pertence a famílias com perfil econômico variado, predominando aquelas em situação de risco e vulnerabilidade social. Há famílias cujos provedores exercem trabalhos autônomos, outras com vínculo empregatício e famílias que provêm seu sustento de Benefícios Assistenciais, como Bolsa Família e outros programas dos governos municipal, estadual ou federal, além do Benefício de Prestação Continuada (BPC) vinculado à Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS).

Atende pacientes dos nove municípios da Baixada Santista e Litoral Sul do Estado de São Paulo.

Reabilitar vidas, Transformar futuros

Newsletter

Ícone Whatsapp